Seminário: Jung e a Paranormalidade

Carl Gustav Jung, pai da Psicologia Analítica, desde cedo teve interesse em assuntos sobre espiritualidade, mediunidade, fenômenos paranormais e outros. Sua primeira tese, ainda quando não tinha desenvolvido a maior parte de suas teorias e estudos, teve o tema “Sobre a psicologia e a patologia dos fenômenos ditos ocultos”. Depois disso, e, especialmente após seu rompimento com Freud, passou a estudar profundamente os assuntos dessa natureza. No ano de 1905, pronunciou uma conferência na cidade de Basiléia, à qual deu o título “Sobre Fenômenos Espíritas”. Ele a iniciou com a definição de Espiritismo:
“O espiritismo (de spiritus = espírito) é uma teoria (seus defensores chamam-na ‘científica’) e também uma crença religiosa que, como toda crença religiosa, forma o cerne espiritual de um movimento religioso, de uma seita que acredita na intervenção real e palpável de um mundo espiritual em nosso mundo e, conseqüentemente, faz da comunicação com os espíritos uma prática religiosa. A dupla natureza do espiritismo lhe dá uma vantagem sobre os outros movimentos religiosos: ele acredita não só em certos artigos de fé, não suscetíveis de provas, mas baseia sua fé num complexo de fenômenos que são em última análise físicos e dizem respeito à ciência, mas que seriam de tal natureza que não podem ser explicados a não ser pela atuação dos espíritos. Esta peculiar natureza – por um lado seita religiosa, por outro lado hipótese científica – faz com que o espiritismo atinja as esferas mais diversas e aparentemente mais distantes da vida.” (Jung, 1998, par. 697)
Em 1913, por exemplo, também realizou uma palestra na Society for Psychical Research intitulada “Os Fundamentos Psicológicos da Crença em Espíritos”, entre outras palestras desse nível.

Escreveu diversos artigos e livros tratando do assunto, sobretudo em Sincronicidade, todos baseados em seus estudos sobre telepatia, telecinesia, mediunidade, espiritismo, astrologia, entre outros.

O presente seminário visa realizar um estudo sucinto dessa grande quantidade de pesquisas oferecendo ao psicólogo, psiquiatra ou psicoterapeuta conteúdo para contribuir ao entendimento de fenômenos em certos pacientes, e aqueles que realizam sua própria paranormalidade uma compreensão maior sobre o que está ocorrendo.

Datas: 03/02 – 11/02 – 18/02 – 25/02 (todas as terças de fevereiro)

Horários: 19h as 21h

Público alvo: aberto a todos os interessados

Investimento: R$250,00

jung paranormalidade